Aromoterapia: Óleos essenciais

Aromoterapia: Óleos essenciais

oleo-essencial-dicas-da-nutri

O termo aromaterapia é aplicado a um ramo da fitoterapia: pelo nome, aroma defini-se por cheiro agradável, e terapia é um tratamento que visa à cura de uma moléstia mental ou física.

Os óleos essenciais são a mistura de substâncias orgânicas voláteis, de aparência oleosa obtido por destilação por arraste de vapor d`água a partir de plantas aromáticas líquidos voláteis, refringentes, de odor característico. Os vegetais são mais ricos em essências quando o tempo é estável, quente: será então a melhor altura para colhê-los.

A ação medicinal dos óleos essenciais é muito variada e depende da estrutura química. Pode ser anti-séptica, antiespasmódica, anti-inflamatória, anestésica, expectorante, diurética. Além de proporcionar alívio do estresse, aumento de energia e aumento da concentração mental.

MODO DE USO:

Podem ser usados diluídos em veículos carreadores sobre a pele, através de massagens, cremes, loções, gel ou puro, através da inalação.

ONDE ENCONTRAR:

  • Folhas (capim limão, eucalipto, louro);
  • Flores (laranjeira, bergamota);
  • Caule (canela);
  • Madeira (sândalo);
  • Raiz (vetiver);
  • Semente (noz moscada).

 

Mais atenção não confunda as ações farmacológicas dos óleos essenciais e das plantas medicinaIs, pois apresentam efeitos diferenciados. 

EX:
Alecrim (Rosmarinus officinalis)
Óleo volátil: ação bactericida
Infusão das folhas: problemas digestivos.

Óleos essenciais mais utilizados: lavanda, alecrim, eucalipto, laranja.

REVISADO: Daniela Dias-Nutricionista- CRN8:8162-Linea Verde Alimentos LTDA.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS: 
BANDONI, A. L.; CZEPACK, M. P. Os recursos vegetais aromáticos no Brasil.Vitória:
Edufes, 2008. 624p.

BIZZO, H.; HOVELL, A. M. C.; REZENDE, C. M. Óleos essenciais no Brasil: aspectos gerais,
desenvolvimento e perspectivas. Química Nova, São Paulo. v. 32, n. 3, p. 588-594,
2009