Argila Cinza

Ela é um componente de origem mineral, coletada diretamente do solo, composta por alumínio (óxido de alumínio), sílica (óxido de silício) e água. (…)

Categoria: Tags: ,

Descrição

A Argila cinza é um componente de origem mineral, coletada diretamente do solo, composta por alumínio (óxido de alumínio), sílica (óxido de silício) e água. As argilas foram uma das primeiras formas de medicina natural descobertas pelo homem e ela é originalmente feita com a lama coletada de lava vulcânica.

Existem vários tipos de argila, o que confere diferentes tipos de colorações, como: a branca, preta, verde, vermelha e cinza. Cada tipo de argila apresenta uma composição de minerais e aplicações diferentes.

Argila cinza: denominada de bentonita, é rica em silício e alumínio.

BENEFÍCIOS:

  • Combate lesões e inflamações;
  • Retarda o envelhecimento da pele;
  • Eficaz no combate e controle da acne;
  • Absorve as toxinas presentes;

Os produtos da empresa Ervas e Raízes:

  • 100% puro
  • Sem adição de outros compostos;
  • Livre de contaminantes;
  • Testada clinicamente.


DICAS DE USO:
misture a argila com água pura, hidrolatos ou soro fisiológico, utilize sempre em recipientes de vidro, pois os de metal e plástico podem interferir nos minerais contidos na argila.

MODO DE PREPARO: coloque a argila em um recipiente, adicione a água, soro ou hidrolatos e aos poucos vá misturando com uma espátula até formar uma pasta de consistência cremosa. Com um pincel vá passando no rosto e deixe agir por 30 minutos.

VARIEDADES: 1KG E 10 KG.

REVISADO: Daniela Dias-Nutricionista CRN8:8162
Linea Verde Alimentos LTDA.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:

ABEL, A. CARACTERIZAÇÃO DE ARGILAS PARA USO EM SAÚDE E ESTÉTICA-Universidade do Extremo Sul Catarinense, UNESC-2009.

LAMAITA, Giovana. Argiloterapia: Menos toxinas e mais vitalidade. Disponível em:<http://equilibriopleno.blogspot.com/2009_06_01_archive.html>. Acesso em: 01 out. 2009.

GEREMIAS, Márcio Luiz. Caracterização das argilas da bacia do Paraná, no sul
de Santa Catarina, para uso na fabricação de pisos cerâmicos. 2003. 225 f. Tese
(Doutorado) – Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2003.

Menu