1. Início
  2. /
  3. Chás e Ervas
  4. /
  5. Banchá

Banchá

Originário da China e da Índia, proveniente da mesma planta do chá verde (camellia sinesnis), muito apreciado pelos orientais, o banchá permanece no pé por mais ou menos três anos, diferente do chá verde convencional.

De folhas grossas e fibrosas, seu sabor é mais suave, pois, contém menor teor de cafeína e taninos (substâncias que responsáveis pelo sabor amargo). Vale lembrar que seu teor de antioxidantes e minerais é um pouco menor, mas continua sendo uma alternativa para quem deseja ter sua ação terapêutica como: prevenir o envelhecimento precoce, reduzir o colesterol, efeito diurético, acelerar o metabolismo, reduzir o peso corporal, desintoxicar e não se preocupar com a cafeína.

DICA DE CONSUMO: Coloque a água para ferver e assim que surgirem as primeiras bolhas de ar desligue o fogo. Acrescente a erva ( 1 colher, para um litro de água ) e abafe por 2 ou 3 minutos. Depois é só coar e tomar.

REVISADO: Daniela Dias-Nutricionista CRN8:8162
Linea Verde Alimentos.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:

DUARTE, M. R.; Menarim, D. O .Morfodiagnose da anatomia foliar e caulinar de Camellia sinesis (L.) Kuntze, Theaceae. João Pessoa, Rev.bras.farmacogn.vol.16,nº.4, Oct./Dec. 2006.

PAULA, J.A.M; PAULA,J.R.; BARA, M.T.F.B. M.H.R.H.D,. REZENDE H.D.F. SOARES, Sergio Eduardo. Ácidos fenólicos como antioxidantes. Revista de Nutrição, v.15, n.1, p. 71-81, 2002.

Matsubara, S. & Rodriguez-Amaya, D. B. Teores de catequinas e taflavinas em chás comercializados no Brasil. Tecnol. Aliment., Campinas, 26(2): 401-407, abr.-jun. 2006.

SCHULZ, V.; Hänsel, R,; Tyler, V. E. Fitoterapia Racional: um guia de fitoterapia para as ciências da saúde. 4ª.ed. Barueri: Manole, 2002.

Mais produtos!

Assa-peixe
Bardana
Menu