Castanha de caju

O nome caju é oriundo da palavra indígena “acaiu”, que em tupi, quer dizer “noz que se produz”.

Categoria: Tags: ,

Descrição

O nome caju é oriundo da palavra indígena “acaiu”, que em tupi, quer dizer “noz que se produz”.

As amêndoas de caju são ricas em proteínas e lipídeos. Na fração oleosa, predominam os ácidos graxos oleico (60,3%) e linoleico (21,5%), que são gorduras insaturadas e apresentam boa estabilidade, o que é uma característica  desejável, tanto para a saúde humana quanto para a tecnologia de alimentos.

Segundo a Tabela de Composição de Alimentos apresentada por Franco (1992), as amêndoas ainda são ricas em vitamina B1 (1000 micrograma/100g); vitamina B2 (560 micrograma/100g); vitamina PP ou niacina (4,5 mg/100g); fósforo (575 mg/100g) e ferro (5,6 mg/100g).

BENEFÍCIOS: 

  • Fonte de minerais: Selênio, Potássio, Zinco.
  • Contribui para redução do colesterol LDL e colesterol total.
  • Fonte de fibras insolúveis (regulação intestinal).
  • Fonte de vitamina E (antioxidante).
  • Contêm ômega 3 (protetor cardiovascular).

VARIEDADES:
W3, W4, crua com sal e sem sal, torrada com sal e sem sal e xerém.


REVISADO:
  Daniela Dias – Nutricionista CRN8- 8162
Linea Verde Alimentos LTDA.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – Embrapa

*FREITAS, Jully ana Borges. Composição química de nozes e sementes comestíveis e sua relação com a nutrição e saúde. Rev. Nutr., Campinas, 23(2):269-279, mar./abr., 2010.

Menu